segunda-feira, 24 de junho de 2013

Cordas Neon brancas da DR Strings

 Todas as cordas da série são protegidas para maior durabilidade e possuem cor branca, fazendo-as brilhar em condições de luz de dia e também em iluminação artificial sobre o palco.

Segundo vários testes feitos na fábrica, o recobrimento K3 da empresa provou durar nove vezes mais do que os recobrimentos anteriores usados pela DR.

As cordas estão disponíveis para guitarra standard com os sets 9-42, 10-46 e 11-50, para violão com tamanho 11-50 e 12-54, e também tem em disponibilidade sets de 4 (45-105) e 5 (45-125) para baixo.






Para conhecer nossa loja virtual e os nossos produtos - Clique Aqui.

Guitarras Time Traveler Series da Washburn

 As guitarras são feitas a mão no Washburn USA Custom Shop com madeiras e componentes de alta qualidade envelhecidos cuidadosamente para atingir o resultado desejado. Também é usado um acabamento Aged Nitro Cellulose disponível em quatro cores: Pelham Blue, Polaris White, Golden Mist e Cardinal Red.

Por serem feitas a mão, cada uma é diferente das outras, fazendo-as peças de coleção para os músicos, por isso cada guitarra vem com um atestado de autenticidade.
A guitarra PS2012R tem corpo de mogno e pickguard de três camadas em branco/preto/branco com logo Starfire envelhecido.

O braço é também de mogno com fingerboard de ébano contendo 22 trastes jumbo. Possui ponte Tone Pros tune-o-matic de níquel envelhecido e humbuckers Seymour Duncan SM-3 mini.



Fonte Original: Música e Mercado




Para conhecer nossa loja virtual e os nossos produtos - Clique Aqui.

quinta-feira, 20 de junho de 2013

LANÇAMENTO MUSICAUDIO - MANUAL PRO TOOLS 10 - SESSÕES E TRILHAS


SESSÕES E TRILHAS
___________________

O primeiro passo para começar um projeto Pro Tools consiste em criar uma sessão. As sessões se representam através de arquivos de sessão que podem ser salvos, copiados e convertidos em templates (modelos).

Diálogo Quick Start
Ao iniciarmos o Pro Tools logo aparece o diálogo Quick Start, que permite criar ou abrir uma sessão de maneira rápida e fácil. Podemos optar se desejamos que o diálogo Quick Start seja mostrado ou não quando iniciarmos o Pro Tools na página Operation do diálogo Preferences.

Ao iniciarmos pela primeira vez Pro Tools, o diálogo Quick Start indica várias ações entre as quais podemos escolher:

·                 Criar uma sessão a partir de um template (modelo).
·         Criar uma sessão em branco.
·         Abrir qualquer uma das dez sessões mais recentes.
·         Abrir qualquer outra sessão que se encontre no sistema.

Pressione Control+seta para Cima ou seta para Baixo (Windows), ou então Command+seta para Cima ou seta para Baixo (Mac) para selecionar as diferentes opções do diálogo Quick Start. Ainda podemos utilizar as setas para Cima e para Baixo para selecionar diferentes elementos da lista de sessões recentes e de templates (modelos) de sessão.

Criação de uma sessão a partir de um template (modelo)

Para criar uma sessão a partir de um template (modelo):

1 Selecione Create Session from Template.

2 No menu de templates (modelos) de sessão, selecione a categoria de templates (modelos) de sessão que desejar.
Menu de templates (modelos) de sessão, diálogo Quick Start


Podemos criar nossas próprias categorias personalizadas. Para mais informação, veja “Templates de sessão”.


LANÇAMENTO MUSICAUDIO - MANUAL PRO TOOLS 10 - MIXAGEM


MIXAGEM

______________________

Mixar no Pro Tools significa trabalhar com elementos de fluxo do sinal de áudio, como entradas, saídas, busses, inserções e envios, para submixagens e mixagens finais.

No transcurso de uma sessão, além da mixagem final, podem ter lugar tarefas de mixagem.

Durante a mixagem, os plug-ins em tempo real e as inserções de hardware oferecem efeitos e processamento de sinal (veja o capítulo ¨Módulos adicionais e inserções de hardware¨). 

Conceitos sobre a mixagem

A mixagem comporta a tomada de decisões com respeito aos níveis de volumes, panorama de áudio e efeitos do estúdio. Ainda que seja possível controlar muitas variáveis no estúdio (por exemplo, os alto-falantes e a acústica ambiental), não podermos controlar o ambiente em que se ouvirá a mixagem final. As sugestões que são expostas a seguir lhe ajudarão a conseguir uma mixagem que soe bem para a maioria das pessoas:

Alto-falantes alternativos e monitores de referência Os engenheiros de mixagem ouvem a mixagem em diferentes alto-falantes para avaliar a qualidade da mixagem em diferentes sistemas de reprodução.

Mixagens de referência Devemos criar CDs de áudio e arquivos codificados Mp3 das mixagens provisórias e ouvir esses materiais fora do estúdio em diferentes ambientes de audição.

Monitoração de compatibilidade de formato Devemos nos certificar que as mixagens estéreo sejam compatíveis com os sistemas de reprodução mono, e que as mixagens multicanal surround sejam compatíveis com os sistemas de reprodução estéreo. 

Medição e calibragem

Os medidores oferecem uma apresentação visual de níveis de sinal. Indicam se um sinal entra em um canal e o medem com relação a ¨0¨ (acima ou abaixo).

Quando calibramos o equipamento nos níveis de referência padrão, poderemos obter um nível coerente (e medido) entre diferentes dispositivos de gravação em uma sala de gravação, em todo um estúdio ou em toda uma cadeia de produção. Pro Exemplo, um nível de -18 dBFS proveniente de um DAT deve ser reproduzido e medido no Pro Tools a -18 dBFS.
 ______________________

Criar e atribuir uma trilha a partir de uma envio

O Pro Tools permite criar uma trilha de entrada auxiliar, uma trilha de áudio ou uma trilha de instrumento com o seletor de envios, e atribuir automaticamente o envio à entrada da nova trilha através de um bus de mixagem interno.

Para criar uma trilha a partir de um envio:

1 Em ma trilha existente, clique no seletor de envios e selecione New Track.
2 No diálogo New Destination que é apresentado, selecione os valores de Width, Type e Time Base para a nova trilha.

 Diálogo New Destination

quarta-feira, 19 de junho de 2013

LANÇAMENTO MUSICAUDIO - MANUAL PRO TOOLS 10 - EDIÇÃO


EDIÇÃO

______________________________

Região Groups

Um grupo de regiões é uma coleção de qualquer combinação de regiões de áudio e MIDI que têm o mesmo aspecto e atuam como uma só região. Os grupos de regiões são essencialmente containers que incluem uma ou mais regiões. Os grupos de regiões podem ser criados numa única trilha ou em várias trilhas adjacentes de áudio, MIDI e instrumento. Os grupos de regiões nos permitem aninhar várias regiões em regiões “macro” para organizar, editar e manipular o tempo (veja “Região Groups”).

Regiões deformadas

As regiões em trilha habilitadas para Elastic Audio em tempo real podem ser deformadas. As regiões deformadas são identificadas com um indicador de deformação que aparece no canto superior direito das regiões nas trilhas e à esquerda dos nomes de regiões na lista de regiões. As regiões deformadas aparecem como consequência da aplicação do processamento Elastic Audio. O processamento Elastic Audio pode ser feito manualmente na vista de deformação ou através da opção TCE Trimmer na vista de forma de onda, ou ainda de forma automática através do ajuste de tempo, quantização ou de transporte (veja “Regiões deformadas”).

Regiões de áudio e formas de onda

Quando a vista de trilha de áudio está configurada em Waveform, o Pro Tools gera um diagrama de roma de onda do material de áudio. As formas de onda revelam diversos dados sobre o som gravado.


Forma de onda de uma trilha de percussão

LANÇAMENTO MUSICAUDIO - MANUAL PRO TOOLS 10 - CONCEITOS E CONFIGURAÇÕES


CONCEITOS E CONFIGURAÇÕES
____________________________________________
MIDI
MIDI (Musical Instrument Digital Interface) é um protocolo de comunicação para instrumentos musicais. Este protocolo padrão possibilita efetuar conexões entre diferentes dispositivos de diferentes fabricantes. Bons exemplos desses equipamentos são os sintetizadores, módulos geradores de som, baterias eletrônicas, MIDI patch bays, processadores de efeitos, interfaces MIDI, superfícies de controle e sequenciadores MIDI.

Os dispositivos MIDI são equipados com conectores DIN de 5 pinos, IN, OUT ou THRU. Pela porta de saída MIDI ou MIDI OUT são transmitidas as mensagens. Pela porta de entrada MIDI ou MIDI IN são recebidas as mensagens. As portas THRU
 funcionam como um retransmissor, ou seja, pegam as mensagens que são recebidas pela porta IN e as retransmite. Os dispositivos MIDI são conectados através de cabos específicos que são facilmente encontrados nas lojas de instrumentos musicais. Mas hoje em dia cada vez está mais fácil encontrar dispositivos MIDI que são conectados através das interfaces USB ou FireWire.



  
Nem todos os dispositivos possuem as três portas MIDI (IN, OUT, e THRU).


O protocolo MIDI provê 16 canais por cada porta. Um único cabo MIDI pode transmitir 16 mensagens diferentes uma para cada canal. Estes 16 canais podem se corresponder cada um com um dispositivo MIDI diferente ou então com cada canal (dos 16) em apenas um único dispositivo (caso este seja multitimbral). Cada canal pode controlar um som de instrumento diferente. Por exemplo, baixo no canal 1, piano no canal 2, e bateria no canal 10. Da mesma forma como acontece em um gravador multicanal, um sequenciador MIDI pode gravar arranjos bem complexos, bastando apenas que seja controlado por um teclado multitimbral, por exemplo.

segunda-feira, 17 de junho de 2013

LAÇAMENTO MUSICAUDIO - MANUAL CUBASE 7 - CONFIGURAR E TRABALHAR COM PROJETOS

PREVIEW - MANUAL CUBASE 7 - CONFIGURAR E TRABALHAR COM PROJETOS



Volume II
Configurar e trabalhar com projetos.
www.musicaudio.net

__________________________________

A janela de projeto

Uma visão geral da janela de projeto
A janela de projeto é a janela principal do Cubase. Ela nos dá uma visão geral do projeto, nos permitindo navegar e realizar uma edição em grande escala. Cada projeto possui uma janela de projeto. 


A janela de projeto está dividida verticalmente em trilhas, com uma timeline que transcorre horizontalmente da esquerda para direita. Os seguintes tipos de trilha estão disponíveis:

Audio - Para gravar e reproduzir eventos e partes de áudio. Cada trilha de áudio possui seu correspondente canal no MixConsole. Uma trilha de áudio pode ter uma quantidade indeterminada de trilhas de automação para automatizar parâmetros dos canais, ajustes de efeitos inseridos e de envio, etc.

Folder (Pasta) - As trilhas de pasta funcionam como containers para outras trilhas, facilitando a organização e gestão da estrutura de trilhas. Também permitem editar várias trilhas de uma só vez, veja “Organizar trilhas em trilhas de pasta”.
__________________________________

sexta-feira, 14 de junho de 2013

LAÇAMENTO MUSICAUDIO - MANUAL CUBASE 7 - CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA E PROGRAMA

PREVIEW - MANUAL CUBASE 7 - CONFIGURAÇÃO DO SISTEMA E PROGRAMA


Volume I
Configuração do sistema e programa.

www.musicaudio.net

__________________________________


Esta é provavelmente a configuração mais simples - quando tiver endereçado buses internos de entrada e saída você poderá conectar sua fonte sonora (por exemplo, um microfone) na interface de áudio e já poderá começar a gravar.

Entrada e saída multicanal

O mais provável, de qualquer forma, é que existam outros equipamentos que serão integrados ao Cubase, usando vários canais de entrada e saída. Dependendo do equipamento que você tenha disponível, existem dois procedimentos a seguir: usar uma mesa de mixagem externa, ou usar o MixConsole do Cubase.

·     Mixagem externa significa que será necessário um hardware de mixagens com um grupo ou sistema de bus com o qual alimentar as entradas da placa de áudio.

No exemplo a seguir são utilizados quatro buses para alimentar os sinais das entradas do hardware de áudio. As quatro saídas estão conectadas por sua vez no mixer para monitorar e reproduzir. As outras entradas do mixer podem ser usadas para conectar fontes sonoras, tais como: microfones, instrumentos, etc.

______________________________________________________

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Piano digital Kurzweil SP5-8

Este piano digital é indicado para uso ao vivo. Suas 88 teclas possuem ação gradual de martelo, com controle de velocidade. Confira todas as outras características do modelo


Lançado em 2012, este modelo é um dos grandes sucessos da Kurzweil.  Indicado para uso em shows ao vivo e grandes palcos, suas 88 teclas possuem ação gradativa e aftertouch.

Abaixo, confira todas as características do modelo.

Kurzweil SP5-8

Teclado:  88 teclas com ação gradual de martelo (GH), sensível, velocity , ajustável. (LK40GH)

Display:   2x20 caracteres, LCD, com ajuste de contraste no painel frontal.
Polifonia:  64 vozes, com alocação dinâmica.

Multitimbral:  16 Partes (uma para cada canal MIDI) Split (divisão), Layer (camada): Fácil acesso com ajuste de volume relativo.

Quick Split/Layer: Acesso fácil, com ajuste de volume relativo (4 zonas).

Presets de Fábrica:  861 Programas, extraídos dos sons do aclamado PC3.

Presets de Usuário:  64

MIDI Setups de Fábrica:  65

sexta-feira, 7 de junho de 2013

LOGIC PRO - Cortando pastas e regiões de tomadas


Cortando pastas e regiões de tomadas
Para cortar, devemos nos certificar que a pasta de tomadas não esteja no modo Quick Swipe Comping. 
Para cortar uma pasta de tomadas
  • Clique na pasta de tomadas usando a ferramenta tesoura.
Isto fará com que a pasta de tomadas seja cortada na posição clicada, inclusive todas as tomadas serão cortadas na mesma posição. A pista pode conter várias pastas de tomadas e as pistas de tomadas podem conter várias regiões,  tudo isso pode ser editado de forma independente.
Para cortar várias pastas de tomadas ao mesmo tempo
  • Selecione as pastas de tomadas, depois clique em qualquer uma delas com a ferramenta Tesoura.
Isto irá cortar todas as pastas de tomadas selecionadas, também cortará todos os elementos que estiverem dentro destas pastas.
Para cortar uma região
  • Clique na região de tomada usando a ferramenta Tesoura.
Agora temos várias regiões na mesma pista de tomadas.
Também podemos cortar em intervalos iguais em uma única região.
Para efetuar cortes de mesmo tamanho em uma região de tomadas
  • Enquanto mantém pressionada a tecla Option clique na região de tomadas usando a ferramenta Tesoura.
O primeiro corte acontece na posição de clique, os outros cortes ocorrerão em intervalos iguais a partir do primeiro corte até o final da região.
Outra possibilidade é fatiar ou aparar a região de tomadas através das bordas do comp.
Para fatiar uma região de tomada pelas bordas do comp
  • Enquanto mantém pressionada a tecla Control clique (ou clique-direito) na região de tomadas, e depois escolha  “Slice at Comp Section Borders” no menu que é apresentado.
Para aparar uma região de tomadas pelas seções ativas do comp
  • Enquanto mantém pressionada a tecla Control clique (ou clique-direito) na região de tomadas, e depois escolha “Trim to Active Comp Sections” no menu que é apresentado.
Também podemos dividir pastas e regiões de tomadas com os seguintes comandos de teclado:
  • Split Regions/Events by Locators or Marquee Selection
  • Split Regions/Events by rounded Playhead Position
  • Split Regions/Events by Playhead Position





    Para conhecer nossa loja virtual e os nossos produtos - Clique Aqui.

LOGIC PRO - Redimensionando Regiões de Tomadas


Redimensionando Regiões de Tomadas no Logic Pro

Podemos editar os pontos de início e de final de uma região de tomadas, o que nos permite remover trechos ruins de uma tomada que possua outros trechos a serem aproveitados. Podemos fazer isso quando a uma região de tomada está delimitada por uma outra região adjacente. Redimensionar nestas circunstâncias também pode causar alterações na duração da região de tomadas adjacente.
Para redimensionar regiões de tomadas, precisamos nos certificar de que a pasta de tomadas escolhida não esteja no modo Quick Swipe Comping.
Para editar pontos de início e final de uma região de tomada
  • Posicione o ponteiro do mouse sobre a margem esquerda ou direita, na metade inferior, da região de tomadas e depois arrastamos quando o ponteiro tomar a forma de um redimensionador.
 
Também podemos editar as bordas da região adjacente usando a ferramenta Junction.

Para editar o ponto inicial ou final de uma região de tomada quando limitada por outra região adjacente
  • Posicione o ponteiro do mouse sobre a metade superior da borda esquerda ou direita das regiões e depois arraste quando o ponteiro se tomar a forma Junction. 
Aumentando a região de tomadas (arrastando seu início para a esquerda ou arrastando seu final para direita) automaticamente diminuímos a região de tomadas adjacente. Diminuindo a região de tomadas (arrastando o início para direita ou o final para esquerda) automaticamente aumentamos a região que está adjacente. Isto certifica a não criação de silêncio entre as diferentes regiões.




Para conhecer nossa loja virtual e os nossos produtos - Clique Aqui.

terça-feira, 4 de junho de 2013

LOGIC PRO - Editando Comps

Editamos comps alterando os pontos de início e fim das partes das regiões de tomadas, bastando para isso mover a área comp para esquerda ou para direita, ou então alternando as áreas comp selecionadas entre as pistas de tomadas.

As tarefas descritas neste tutorial somente são possíveis de serem realizadas caso a pasta de tomadas escolhida esteja em modo Quick Swipe Comping.

Importante: Antes de realizar qualquer edição em um comp, você deve salvá-lo antes. Qualquer alteração subsequente irá alterar automaticamente a criação do novo comp.

Para editar partes de diferentes regiões de tomadas realize uma das seguintes ações:


  • Posicione o ponteiro do mouse no início ou no final da área selecionada da região de tomada, depois arraste quando o ponteiro do mouse tomar a forma de alteração de duração.


LOGIC PRO - Criando Comps

Podemos usar as técnicas quick swipe para selecionar as melhores partes de diversas gravações de takes, as combinando em uma única tomada, um único take.


Nota: Quick swipe comping somente é possível caso a pasta de tomadas escolhida esteja no modo Quick Swipe Comping.

Para combinar partes de diferentes regiões de tomadas em um comp:


·       Selecione as partes das regiões de tomadas arrastando a ferramenta Seta (Pointer) ou Lápis (Pencil). Quando selecionamos uma parte de uma região de tomada automaticamente desfazemos a seleção de qualquer outra região de tomada.


As partes comp, localizadas no topo da pista da pasta de tomadas, reflete as partes que foram combinadas de todas as regiões de tomadas. As linhas verticais na forma de onda indicam as transições existentes entre as diferentes partes das regiões de tomada.


No próximo post veremos como editar comps...




Para conhecer nossa loja virtual e os nossos produtos - Clique Aqui.

LOGIC PRO - Os modos de edição de pastas de tomadas

Podemos alternar entre dois diferentes modos de edição de pasta de tomadas. O modo de edição ativo determina os tipos de edições que podem ser feitas na pasta de tomadas.


Os modos de edição são os seguintes:


·       Quick Swipe Comping: Ativa o recurso quick swipe na pasta de tomadas escolhida, permitindo que criemos e editemos comps. Na figura a seguir podemos notar o indicador que mostra que a pasta de tomadas está no modo Quick Swipe Comping:


·       Quick Swipe Comping off: Desliga o recurso quick swipe na pasta de tomadas escolhida, permitindo que cortemos, arrastemos e movamos a pasta de tomadas e os elementos das regiões de tomadas. Na figura a seguir podemos notar o indicador avisando que a pasta de tomadas não está no modo Quick Swipe Comping mode:

LOGIC PRO - Para ouvir gravações em uma pasta de tomadas fechada


  •  Durante a reprodução, clique na seta que está localizada no canto superior direito da pasta de tomadas, depois escolha uma tomada no menu que é apresentado.


Os seguintes comandos de teclado nos possibilitam navegar através das tomadas em uma pasta de tomadas aberta ou fechada:

·       Select Previous Take or Comp: Navega para trás através dos comps e tomadas no menu da pasta de tomadas.
·       Select Next Take or Comp: Navega avançando através das tomadas e comps do menu da pasta de tomadas.
                                   
Nota: Estes comandos também funcionam com várias pastas de tomadas selecionadas.

No próximo post veremos como alternar os modos de edição das pastas de tomadas.

Até lá!





Para conhecer nossa loja virtual e os nossos produtos - Clique Aqui.



LOGIC PRO - Editando gravações de tomadas (takes) de áudio

Imagine um cenário onde gravamos várias performances de um vocal em um mesmo trecho do projeto. Vamos ver como selecionar as melhores partes das diferentes tomadas (takes), e depois juntá-las de forma a construir um take master. Este processo de combinar vários takes gravados em apenas uma composição é chamado de comping e conseguimos realizá-lo usando recurso Quick Swipe Comping. Neste tutorial também iremos ver como arrastar ou cortar os conteúdos das pastas de tomadas (take folders).

Take Folders (Pasta de Tomadas)


Normalmente iremos encontrar os seguintes elementos dentro de uma pasta de tomadas:

segunda-feira, 3 de junho de 2013

20 Dicas/truques para Pro Tools

Lista com 20 dicas e truques para o Pro Tools.

 


1. Crie uma sessão modelo de efeitos de forma que você possa carregar rapidamente os seus efeitos send/return. Salve com todos os delays,reverbs e outros plug-ins com as configurações que você costuma usar. Para carregar os efeitos na sua sessão basta ir em File > Import > Session Data.

2. Nomeie suas entradas, saídas e buses auxiliares em Setup > I/O. Isso facilitará o seu fluxo de trabalho. Como alternativa, você também pode renomear clicando-direito no endereçamento (input, output, send) na janela mix.

3. Da mesma forma, nomeie cada trilha antes de começar a gravar. Isto evitará que os arquivos de áudio gerados tenham números e nomes pouco identificáveis.

Rewire no Logic Pro

Este tutorial irá mostrar como usar Rewire no Logic Pro.

Uma das melhores coisas no Logic Pro é a sua facilidade de uso, sua facilidade de configuração e uso muito fácil de ReWire.

Na aba Library da área Media na janela Arrange, encontramos os instrumentos ReWire sendo referenciados simplesmente como plug-ins de instrumentos de áudio.

Nota: Os programas Rewire devem ser iniciados depois do carregamento do Logic de forma que possam trabalhar corretamente.

Passo 1:

Na janela Arrange, clique no botão New Tracks que está localizado acima dos cabeçalhos de trilha.