quinta-feira, 21 de março de 2019

Reaper - Efeitos e Plugins - 16 Delay Dinâmico Delay + Compressor


Esta é mais uma série de vídeos dedicada ao Reaper. Efeitos e Plug-ins. São 35 vídeos focados exclusivamente na utilização de efeitos no Reaper.
Os assuntos que abordamos nessa série Reaper - Efeito e Plugins são:

  1. A Janela FX
  2. Equalizar com ReaEQ
  3. ReaEQ - Controles Avançados
  4. Tilt EQ
  5. ReaComp Compressor
  6. ReaXComp Multi-Band Compressor
  7. Parâmetros do Linking ReaXComp
  8. ReaVerb Parte I - Drums
  9. ReaVerb Parte II - Vocais
  10. ReaVerbate - Reverb
  11. ReaDelay - Delay Parte I - Slapback Delay
  12. ReaDelay - Delay Parte II - Musical Delays
  13. Filtered Delays
  14. Delay Throws - Automated Delays
  15. Dynamic Delay
  16. Afinar Vocais com ReaTune
  17. Chorus & Flange FX
  18. Phaser FX (4-Tap Phaser)
  19. Tremolo FX
  20. Vibrato FX
  21. Panning FX e Auto-Panning
  22. Exciter FX
  23. Auto Wah & Dynamic Filter FX
  24. Rotary Speaker (Leslie Effect)
  25. ReaGate - Gate
  26. Criar um Gate em Side-Chain
  27. Criar Ducking usando um Side-Chain Compressor
  28. Criar Ducking usando ReaGate
  29. Converter áudio em MIDI para disparar bateria
  30. ReaVocode
  31. ReaPitch
  32. ReaVoice
  33. Transient Controller
  34. Super 8 Looper
  35. Channel Time Delayer
Neste décimo sexto vídeo o assunto abordado é Delay Dinâmico. Vamos aprender uma técnica muito empregada nas mixagens profissionais.
Se você está afim de realmente aprender a operar o Reaper, de forma a desfrutar de todo o poder e flexibilidade que esta DAW oferece, adquira a sua documentação em português.
O manual em português do Reaper tem 1238 páginas, organizadas em 23 capítulos. Este manual explica todos os comandos e funções do Reaper 5 que é um software que trabalha com gravação, edição, renderização e reorganização de áudio em várias trilhas. E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.


Leia também o livro Reamix- Quebrando as barreiras com o Reaper. Este livro faz muito mais que ensinar como usar ferramentas básicas (como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, etc.). Este livro enfatiza a prática, porém sem abandonar a teoria. Este é um livro que ensina a mixar áudio. Você não irá aprender apenas a usar as ferramentas básicas como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, reverb, etc. para fazer uma mixagem profissional. Você vai entender os relacionamentos existentes entre as quatro dimensões, algumas simples, outras nem tanto, que existem na mixagem. O objetivo principal do livro é lhe dar a confiança necessária para que você faça excelentes mixagens com qualidade profissional. O livro não trata de teorias, sua ênfase está toda voltada para a prática. Acompanham este livro arquivos de exemplo (projetos completos) com os quais você colocará em prática as técnicas aprendidas. São 193 páginas ilustradas, organizadas em 9 capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional. Traduzido para o português do original em inglês.
O manual e o livro você encontra em www.musicaudio.net.
Além desses dois documentos, você encontra centenas de tutoriais, artigos, dicas, truques, manuais em português de softwares DAW (Logic, Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper), downloads de loops, sequências, beats, plugins, trilhas. Uma seção completa sobre como montar um Home Studio, mostrando como realizar tratamento acústico, análise de softwares e equipamentos. Tudo sobre Tecnologia Digital Aplicada Música e gravação, mixagem e masterização de áudio.
Dúvidas?
Deixe sua mensagem aqui ou entre em contato Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.



Dicas & Truques - Logic Pro X - Delay Designer


Você sabia que o Delay Designer (plugin do Logic Pro X) é muito flexível e totalmente personalizável?

Neste vídeo mostramos como configurar um pattern personalizado no Delay Designer.




Viste nosso site https://www.musicaudio.net

quarta-feira, 20 de março de 2019

Reaper - Efeitos e Plugins - 15 Throw Delay ou Delay Automatizado


Esta é mais uma série de vídeos dedicada ao Reaper. Efeitos e Plug-ins. São 35 vídeos focados exclusivamente na utilização de efeitos no Reaper.
Os assuntos que abordamos nessa série Reaper - Efeito e Plugins são:

  1. A Janela FX
  2. Equalizar com ReaEQ
  3. ReaEQ - Controles Avançados
  4. Tilt EQ
  5. ReaComp Compressor
  6. ReaXComp Multi-Band Compressor
  7. Parâmetros do Linking ReaXComp
  8. ReaVerb Parte I - Drums
  9. ReaVerb Parte II - Vocais
  10. ReaVerbate - Reverb
  11. ReaDelay - Delay Parte I - Slapback Delay
  12. ReaDelay - Delay Parte II - Musical Delays
  13. Filtered Delays
  14. Delay Throws - Automated Delays
  15. Dynamic Delay
  16. Afinar Vocais com ReaTune
  17. Chorus & Flange FX
  18. Phaser FX (4-Tap Phaser)
  19. Tremolo FX
  20. Vibrato FX
  21. Panning FX e Auto-Panning
  22. Exciter FX
  23. Auto Wah & Dynamic Filter FX
  24. Rotary Speaker (Leslie Effect)
  25. ReaGate - Gate
  26. Criar um Gate em Side-Chain
  27. Criar Ducking usando um Side-Chain Compressor
  28. Criar Ducking usando ReaGate
  29. Converter áudio em MIDI para disparar bateria
  30. ReaVocode
  31. ReaPitch
  32. ReaVoice
  33. Transient Controller
  34. Super 8 Looper
  35. Channel Time Delayer
Neste décimo quinto vídeo o assunto abordado é Throw Delay. Vamos aprender uma técnica muito empregada nas mixagens profissionais.
Se você está afim de realmente aprender a operar o Reaper, de forma a desfrutar de todo o poder e flexibilidade que esta DAW oferece, adquira a sua documentação em português.

O manual em português do Reaper tem 1238 páginas, organizadas em 23 capítulos. Este manual explica todos os comandos e funções do Reaper 5 que é um software que trabalha com gravação, edição, renderização e reorganização de áudio em várias trilhas. E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.
Leia também o livro Reamix- Quebrando as barreiras com o Reaper. Este livro faz muito mais que ensinar como usar ferramentas básicas (como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, etc.). Este livro enfatiza a prática, porém sem abandonar a teoria. Este é um livro que ensina a mixar áudio. Você não irá aprender apenas a usar as ferramentas básicas como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, reverb, etc. para fazer uma mixagem profissional. Você vai entender os relacionamentos existentes entre as quatro dimensões, algumas simples, outras nem tanto, que existem na mixagem. O objetivo principal do livro é lhe dar a confiança necessária para que você faça excelentes mixagens com qualidade profissional. O livro não trata de teorias, sua ênfase está toda voltada para a prática. Acompanham este livro arquivos de exemplo (projetos completos) com os quais você colocará em prática as técnicas aprendidas. São 193 páginas ilustradas, organizadas em 9 capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional. Traduzido para o português do original em inglês.
O manual e o livro você encontra em www.musicaudio.net.
Além desses dois documentos, você encontra centenas de tutoriais, artigos, dicas, truques, manuais em português de softwares DAW (Logic, Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper), downloads de loops, sequências, beats, plugins, trilhas. Uma seção completa sobre como montar um Home Studio, mostrando como realizar tratamento acústico, análise de softwares e equipamentos. Tudo sobre Tecnologia Digital Aplicada Música e gravação, mixagem e masterização de áudio.
Dúvidas?
Deixe sua mensagem aqui ou entre em contato Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.



terça-feira, 19 de março de 2019

Dicas & Truques - Logic Pro: Loudness Meter


Todos estamos acostumados a utilizar medidores de sinal quando trabalhamos com áudio, e também sabemos que esses medidores não são tão descritivos na hora de determinar em qual volume estamos percebendo o áudio. Os medidores de percepção sonora, como o Loudness Meter do Logic, resolve esse problema.
Visite nosso site
https://musicaudio.net.
Lá você encontra milhares de tutoriais online sobre tecnologia digital aplicada à música.

segunda-feira, 18 de março de 2019

Dubler Studio Kit – Como transformar os sons da sua voz em notas e mensagens MIDI


Embora este conceito não seja uma novidade, é como novidade que a Vochlea anuncia uma interessante ferramenta chamada Dubler Studio Kit que promete reconhecer e traduzir material de áudio tonal em notas MIDI, principalmente da voz, o que será uma ferramenta muito útil tanto no mundo do canto quanto do beatboxing.

Dubler Studio Kit

A ideia é se conseguir criar melodias e ritmos a partir do ingresso de notas MIDI determinadas pelo conteúdo tonal do sinal entrante, utilizando para isso um software de reconhecimento de áudio e um microfone calibrado especificamente para esta tarefa.


A promessa é aprender as características da voz entrante em menos de um minuto e funcionar como um instrumento MIDI virtual que dessa forma se integra ao outro programas, como uma DAW, por exemplo. Permite controlar até quatro parâmetros ao mesmo tempo e utiliza vários canais MIDI para ter diferentes sons conectados. Oferece mais opções para configurar sons próprios que exerçam diversas funções como disparar samples, controlar um synth ou filtrar um som.

Parece ter uma resposta bem mais fiel do que estamos acostumados a ver dessa tecnologia, quem sabe não estamos chegando no ponto onde a transferencia de material melódico se dará de uma forma sem erros, mesmo levando-se em consideração a afinação do intérprete.

O programa está com seu lançamento oficial marcado para Outubro e os pedidos podem ser feitos agora mesmo através do site Kickstarter.


Reaper - Efeitos e Plugins - 14 Delay com Filtros Dinâmicos Aplicados


Esta é mais uma série de vídeos dedicada ao Reaper. Efeitos e Plug-ins. São 35 vídeos focados exclusivamente na utilização de efeitos no Reaper.
Os assuntos que abordamos nessa série Reaper - Efeito e Plugins são:
A Janela FX
Equalizar com ReaEQ
ReaEQ - Controles Avançados
Tilt EQ
ReaComp Compressor
ReaXComp Multi-Band Compressor
Parâmetros do Linking ReaXComp
ReaVerb Parte I - Drums
ReaVerb Parte II - Vocais
ReaVerbate - Reverb
ReaDelay - Delay Parte I - Slapback Delay
ReaDelay - Delay Parte II - Musical Delays
Filtered Delays
Delay Throws - Automated Delays
Dynamic Delay
Afinar Vocais com ReaTune
Chorus & Flange FX
Phaser FX (4-Tap Phaser)
Tremolo FX
Vibrato FX
Panning FX e Auto-Panning
Exciter FX
Auto Wah & Dynamic Filter FX
Rotary Speaker (Leslie Effect)
ReaGate - Gate
Criar um Gate em Side-Chain
Criar Ducking usando um Side-Chain Compressor
Criar Ducking usando ReaGate
Converter áudio em MIDI para disparar bateria
ReaVocode
ReaPitch
ReaVoice
Transient Controller
Super 8 Looper
Channel Time Delayer

Neste décimo quarto vídeo o assunto abordado Delay com Filtragem Dinâmica Aplicada.
Se você está afim de realmente aprender a operar o Reaper, de forma a desfrutar de todo o poder e flexibilidade que esta DAW oferece, adquira a sua documentação em português.
O manual em português do Reaper tem 1238 páginas, organizadas em 23 capítulos. Este manual explica todos os comandos e funções do Reaper 5 que é um software que trabalha com gravação, edição, renderização e reorganização de áudio em várias trilhas. E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.
Leia também o livro Reamix- Quebrando as barreiras com o Reaper. Este livro faz muito mais que ensinar como usar ferramentas básicas (como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, etc.). Este livro enfatiza a prática, porém sem abandonar a teoria. Este é um livro que ensina a mixar áudio. Você não irá aprender apenas a usar as ferramentas básicas como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, reverb, etc. para fazer uma mixagem profissional. Você vai entender os relacionamentos existentes entre as quatro dimensões, algumas simples, outras nem tanto, que existem na mixagem. O objetivo principal do livro é lhe dar a confiança necessária para que você faça excelentes mixagens com qualidade profissional. O livro não trata de teorias, sua ênfase está toda voltada para a prática. Acompanham este livro arquivos de exemplo (projetos completos) com os quais você colocará em prática as técnicas aprendidas. São 193 páginas ilustradas, organizadas em 9 capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional. Traduzido para o português do original em inglês.



O manual e o livro você encontra em www.musicaudio.net.
Além desses dois documentos, você encontra centenas de tutoriais, artigos, dicas, truques, manuais em português de softwares DAW (Logic, Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper), downloads de loops, sequências, beats, plugins, trilhas. Uma seção completa sobre como montar um Home Studio, mostrando como realizar tratamento acústico, análise de softwares e equipamentos. Tudo sobre Tecnologia Digital Aplicada Música e gravação, mixagem e masterização de áudio.
Dúvidas?
Deixe sua mensagem aqui ou entre em contato Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.

sexta-feira, 15 de março de 2019

Dicas & Truques - Comparação de microfones para performances ao vivo



Reunimos alguns dos mais famosos microfones para voz, dinâmicos, a condensador e híbridos, e gravamos um verso de uma musica de Sam Cooke. A ideia é ter material para que você faça uma comparação das características sonoras desses microfones.
Os microfones comparados são:
- Shure SM58
- Shure beta 58
- Shure beta 57
- Audix OM6
- Blue Encore 200
- Audiotechnica AE5400
- Neumann KMS105
- Sennheiser e965
Todos os microfones foram gravados com o mesmo ganho, e na mesma distância com a fonte sonora (algo em torno de 3 a 4 cm).
Além disso, todos microfones foram gravados segurando-se com a mão, de forma que podemos perceber o ruído causado por sua manipulação (o chamado handling noise).
A DAW utilizada para a gravação foi o Logic Pro, com taxa de amostragem de 48 kHs e resolução de 24 bits. A interface de áudio utilizada foi uma Scarlett 2I2 da Focusrite. Todas as trilhas foram normalizadas a -14 dbLUFS e convertidas para 44.1kHz e 16 bits de resolução.
Visite nosso site
https://www.musicaudio.net - lá você encontra milhares de artigos, tutoriais e dicas para quem utiliza a tecnologia digital como ferramenta musical.


Reaper - Efeitos e Plugins - 13 Musical Delay




Esta é mais uma série de vídeos dedicada ao Reaper. Efeitos e Plug-ins. São 35 vídeos focados exclusivamente na utilização de efeitos no Reaper.

Os assuntos que abordamos nessa série Reaper - Efeito e Plugins são:

  1. A Janela FX
  2. Equalizar com ReaEQ
  3. ReaEQ - Controles Avançados
  4. Tilt EQ
  5. ReaComp Compressor
  6. ReaXComp Multi-Band Compressor
  7. Parâmetros do Linking ReaXComp
  8. ReaVerb Parte I - Drums
  9. ReaVerb Parte II - Vocais
  10. ReaVerbate - Reverb
  11. ReaDelay - Delay Parte I - Slapback Delay
  12. ReaDelay - Delay Parte II - Musical Delays
  13. Filtered Delays
  14. Delay Throws - Automated Delays
  15. Dynamic Delay
  16. Afinar Vocais com ReaTune
  17. Chorus & Flange FX
  18. Phaser FX (4-Tap Phaser)
  19. Tremolo FX
  20. Vibrato FX
  21. Panning FX e Auto-Panning
  22. Exciter FX
  23. Auto Wah & Dynamic Filter FX
  24. Rotary Speaker (Leslie Effect)
  25. ReaGate - Gate
  26. Criar um Gate em Side-Chain
  27. Criar Ducking usando um Side-Chain Compressor
  28. Criar Ducking usando ReaGate
  29. Converter áudio em MIDI para disparar bateria
  30. ReaVocode
  31. ReaPitch
  32. ReaVoice
  33. Transient Controller
  34. Super 8 Looper
  35. Channel Time Delayer
Neste décimo terceiro vídeo o assunto abordado é Musical Delay - O que é - Pra que Serve - Como usá-lo no Reaper.
Se você está afim de realmente aprender a operar o Reaper, de forma a desfrutar de todo o poder e flexibilidade que esta DAW oferece, adquira a sua documentação em português.
O manual em português do Reaper tem 1238 páginas, organizadas em 23 capítulos. Este manual explica todos os comandos e funções do Reaper 5 que é um software que trabalha com gravação, edição, renderização e reorganização de áudio em várias trilhas. E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.
Leia também o livro Reamix- Quebrando as barreiras com o Reaper. Este livro faz muito mais que ensinar como usar ferramentas básicas (como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, etc.). Este livro enfatiza a prática, porém sem abandonar a teoria. Este é um livro que ensina a mixar áudio. Você não irá aprender apenas a usar as ferramentas básicas como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, reverb, etc. para fazer uma mixagem profissional. Você vai entender os relacionamentos existentes entre as quatro dimensões, algumas simples, outras nem tanto, que existem na mixagem. O objetivo principal do livro é lhe dar a confiança necessária para que você faça excelentes mixagens com qualidade profissional. O livro não trata de teorias, sua ênfase está toda voltada para a prática. Acompanham este livro arquivos de exemplo (projetos completos) com os quais você colocará em prática as técnicas aprendidas. São 193 páginas ilustradas, organizadas em 9 capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional. Traduzido para o português do original em inglês.
O manual e o livro você encontra em www.musicaudio.net.
Além desses dois documentos, você encontra centenas de tutoriais, artigos, dicas, truques, manuais em português de softwares DAW (Logic, Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper), downloads de loops, sequências, beats, plugins, trilhas. Uma seção completa sobre como montar um Home Studio, mostrando como realizar tratamento acústico, análise de softwares e equipamentos. Tudo sobre Tecnologia Digital Aplicada Música e gravação, mixagem e masterização de áudio.
Dúvidas?
Deixe sua mensagem aqui ou entre em contato Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.



terça-feira, 12 de março de 2019

Reaper - Efeitos e Plugins - 12 SlapBack Delay



Esta é mais uma série de vídeos dedicada ao Reaper. Efeitos e Plug-ins. São 35 vídeos focados exclusivamente na utilização de efeitos no Reaper.
Os assuntos que abordamos nessa série Reaper - Efeito e Plugins são:
A Janela FX
Equalizar com ReaEQ
ReaEQ - Controles Avançados
Tilt EQ
ReaComp Compressor
ReaXComp Multi-Band Compressor
Parâmetros do Linking ReaXComp
ReaVerb Parte I - Drums
ReaVerb Parte II - Vocais
ReaVerbate - Reverb
ReaDelay - Delay Parte I - Slapback Delay
ReaDelay - Delay Parte II - Musical Delays
Filtered Delays
Delay Throws - Automated Delays
Dynamic Delay
Afinar Vocais com ReaTune
Chorus & Flange FX
Phaser FX (4-Tap Phaser)
Tremolo FX
Vibrato FX
Panning FX e Auto-Panning
Exciter FX
Auto Wah & Dynamic Filter FX
Rotary Speaker (Leslie Effect)
ReaGate - Gate
Criar um Gate em Side-Chain
Criar Ducking usando um Side-Chain Compressor
Criar Ducking usando ReaGate
Converter áudio em MIDI para disparar bateria
ReaVocode
ReaPitch
ReaVoice
Transient Controller
Super 8 Looper
Channel Time Delayer
Neste décimo-segundo vídeo mostramos como aplicar e configurar um SlapBack Delay numa Voz.
Se você está afim de realmente aprender a operar o Reaper, de forma a desfrutar de todo o poder e flexibilidade que esta DAW oferece, adquira a sua documentação em português.

O manual em português do Reaper tem 1238 páginas, organizadas em 23 capítulos. Este manual explica todos os comandos e funções do Reaper 5 que é um software que trabalha com gravação, edição, renderização e reorganização de áudio em várias trilhas. E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.
Leia também o livro Reamix- Quebrando as barreiras com o Reaper. Este livro faz muito mais que ensinar como usar ferramentas básicas (como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, etc.). Este livro enfatiza a prática, porém sem abandonar a teoria. Este é um livro que ensina a mixar áudio. Você não irá aprender apenas a usar as ferramentas básicas como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, reverb, etc. para fazer uma mixagem profissional. Você vai entender os relacionamentos existentes entre as quatro dimensões, algumas simples, outras nem tanto, que existem na mixagem. O objetivo principal do livro é lhe dar a confiança necessária para que você faça excelentes mixagens com qualidade profissional. O livro não trata de teorias, sua ênfase está toda voltada para a prática. Acompanham este livro arquivos de exemplo (projetos completos) com os quais você colocará em prática as técnicas aprendidas. São 193 páginas ilustradas, organizadas em 9 capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional. Traduzido para o português do original em inglês.
O manual e o livro você encontra em www.musicaudio.net.
Além desses dois documentos, você encontra centenas de tutoriais, artigos, dicas, truques, manuais em português de softwares DAW (Logic, Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper), downloads de loops, sequências, beats, plugins, trilhas. Uma seção completa sobre como montar um Home Studio, mostrando como realizar tratamento acústico, análise de softwares e equipamentos. Tudo sobre Tecnologia Digital Aplicada Música e gravação, mixagem e masterização de áudio.
Dúvidas?
Deixe sua mensagem aqui ou entre em contato Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2019

VST Instruments Gratuitos Com Som de Qualidade




Neste vídeo mostramos alguns exemplos de excelentes instrumentos virtuais gratuitos. Hoje em dia você pode realizar produções com qualidade profissional gastando muito pouco ou quase nada.
Visite nosso site
https://www.musicaudio.net - lá você encontra milhares de artigos, tutoriais e dicas para quem utiliza a tecnologia digital como ferramenta musical.


sexta-feira, 15 de fevereiro de 2019

Novidade - Spire Studio - O PortaStudio Atual

Embora o meio de gravacao tenha saído do formato da fita cassete analógica de quatro trilhas para o digital multitrilha armazenada em cartão SD, o paradigma Portastudio originalmente estabelecido pela TEAC 144 em 1978 não mudou muito nos últimos 40 anos. Até hoje, os portastudios digitais da Tascam (e produtos similares da Boss e da Zoom) ainda utilizam o layout multicanal baseado em faders que foi criado pela TEAC 144.

No entanto, o principal benefício do avanço da tecnologia é nos libertar e, como as interfaces de usuário que nos ligam à tecnologia física continuam a evoluir do controle direto de hardware através de telas de toque sem fio até o que está por vir, seria apenas uma questão de tempo até que o clássico conceito Portastudio fosse recriado para músicos de homestudio de hoje em dia.

A iZotope, uma empresa americana, talvez mais conhecida por seus plug-ins de áudio para pós-produção, e cujos produtos mais recentes exploram inteligência artificial e aprendizado de máquina para ajudar a melhorar a gravação, mixagem e masterização de fluxos de trabalho. O desejo do co-fundador e diretor executivo da iZotope, Mark Ethier, de gravar imediatamente levou a criação de um programa de desenvolvimento de vários anos que culminou no Spire Studio, um sistema de gravação digital compacto e portátil de oito trilhas.

As aparências enganam

Com uma forma cilíndrica truncada, preta, ligeiramente inclinada para os lados que é pouco maior do que uma xícara de chá, o Spire Studio não tem nada a ver parece com nenhum membro atual ou anterior do gênero Portastudio - sem faders, sem botões, nada que possa ser reconhecido como já usado. Apenas o anel LED segmentado, sensível ao toque e multicolorido da superfície superior, uma grade de microfone embutida, os botões de gravação e reprodução semicirculares centrais e os três interruptores menores posicionados em sua circunferência com legendas denotando New Song, Soundcheck e Volume do fone de ouvido. Mas isso  já dá pra perceber o que tem dentro dele.

Uma reentrância quadrada na parte traseira da unidade possui dois conectores combinados XLR / TRS, um interruptor de alimentação phantom de 48V e um conector de fone de ouvido de 3,5mm (duplicado na frente), além do conector da fonte de alimentação externa de 5V DC que não alimenta apenas o Spire, mas também recarrega sua bateria interna para fornecer quatro horas de uso contínuo a partir de uma carga completa.

The Spire Studio’s back panel is very simple, with just a pair of combi jack/XLR connectors, a headphone socket and buttons for power and 48V phantom power.
O painel traseiro do Spire Studio é muito simples, com apenas um par de conectores combinados / XLR, um soquete de fone de ouvido e botões para alimentação e phantom power de 48V.
Apesar de sua aparência minimalista, essa configuração aparentemente simples permite gravar, reproduzir e monitorar (mas não equilibrar) um máximo de oito trilhas individuais na resolução de 48kHz / 24 bits. Você também pode ajustar o volume do fone de ouvido e desativar, ativar o som e excluir trilhas sem exigir nenhum hardware ou software adicional.

Por trás desse aspecto tão simples tem muita coisa. Um microfone condensador omnidirecional de design personalizado fica atrás da grade e é inclinado para cima, na suposição de que o Spire normalmente será posicionado mais abaixo na frente do vocalista ou músico em uma mesa baixa ou suporte similar. Para configurações de microfone mais complexas, os dois conectores combinados do painel traseiro alimentam pré-amplificadores desenvolvidos pela Grace Designs. O microfone embutido é desativado quando um microfone ou instrumento é conectado na entrada 1, ou em ambas entradas do painel traseiro simultaneamente. Quando apenas a entrada 2 está em uso, o microfone interno permanece ativo.

Quando o botão Soundcheck é pressionado é iniciada uma função de configuração automática que simplesmente exige que você toque e/ou cante no Spire - diretamente ou por qualquer fonte externa conectada - até que o processo seja concluído. Você pode monitorar o progresso através do LED. O Soundcheck não apenas define o nível de ganho ideal para cada entrada, mas também ativa o processamento de sinal digital inteligente integrado (DSP) que visa corrigir e aprimorar as gravações reduzindo ruído, recorte, reverberação de sala e outros artefatos indesejados. Se você estiver familiarizado com o programa Neutron da iZotope, saberá como a correção e o aprimoramento de DSP da empresa podem ser eficazes e, se você não for, uma visita ao www.izotope.com irá esclarecer tudo.



Além da capacidade de correção do DSP, o Spire Studio também oferece uma pequena seleção de efeitos de gravação que estão disponíveis apenas individualmente e que devem ser gravados como parte de uma trilha. Um hotspot Wi-Fi de 2,4 GHz permite a conexão de um dispositivo iOS compatível como um controle remoto sem fio baseado em touchscreen.

Aplicativo Assistente

Esta interface de controle remoto para o Spire Studio vem na forma da versão 2 do aplicativo Spire Music Recorder stand-alone, somente para iOS. Embora a lista da loja do iTunes da Apple implique que a versão 2.6.1 atual do aplicativo - que requer o iOS 10 e superior - seja compatível com o iPhone 5S, essa compatibilidade acabou na versão 1.1.14, o que significa que você precisará de um iPod Touch, iPhone 6, iPad Air ou iPad Mini 2 (ou suas versões posteriores) para obter controle remoto do Spire Studio.

O Spire Music Recorder foi lançado pela primeira vez em agosto de 2015 como um prático aplicativo de gravação iOS de quatro trilhas que apresentava o aprimoramento de áudio DSP da iZotope (limiter, de-esser, EQ dinâmico e imager estéreo); ajuste de nível de entrada de mic touch-and-drag e mixdown estéreo; controle de voz de mãos livres de início de gravação (um recurso que ainda tem que lidar de forma confiável com o sotaque de quem não fala inglês); um metrônomo; e a capacidade de compartilhar com outros aplicativos, armazenamento em nuvem, e-mail e serviços de mensagens.

A atualização do v2 Spire Music Recorder não só adicionou quatro trilhas adicionais, mas também atualizou o aplicativo para transformar qualquer dispositivo touchscreen iOS compatível que o execute em um controle remoto sem fio para toda a funcionalidade do Spire Studio quando conectado à rede Wi-Fi que integra a unidade.

Em uso

Para usar o Spire Studio no modo stand-alone basta ligá-lo, conectando um par de fones de ouvido, pressionando o botão New Song (que cria um novo Spire Studio Project), pressionando Soundcheck e tocando e/ou cantando até o processo ser concluído e, finalmente, pressionando o botão Record. Uma vez que você pressione Stop, a próxima trilha estará pronta para ser gravada e, se você quiser, você poderá continuar - repetindo o processo do Soundcheck quando necessário - até que todas as oito trilhas sejam usadas. Para gravar duas fontes simultaneamente, conectar nas duas entradas traseiras simultaneamente (ou deixar o microfone interno ativo conectando na entrada 2) irá preparar duas trilhas para gravação.

As desvantagens que você precisa considerar ao executar o Spire Studio autônomo é que não há como ajustar manualmente o nível de entrada da trilha que você está gravando, e que não há possibilidade de criar uma sugestão ou master de nível equilibrado. No entanto, com a utilização de um controle remoto através do aplicativo Spire Music Recorder para iOS, ambos os problemas desaparecem instantaneamente.





Ao rodar o aplicativo é aberta a sua tela inicial, a partir da qual você pode se conectar ao Spire Studio e ao seu Wi-Fi. Uma vez conectado, o aplicativo permite que você crie um novo projeto, carregue um projeto já gravado ou importe ou baixe um arquivo de áudio do seu dispositivo ou de qualquer outra fonte que ele possa alcançar - iCloud, Dropbox, OneDrive etc. Após o download, o arquivo é convertido no formato Spire e carregado no Spire Studio para criar um novo projeto.

Ao usar o aplicativo, o processo básico de gravação é apenas um pouco mais complexo do que em uma execução autônoma: conecte sua (s) fonte (s), abra a tela Record, execute o procedimento de verificação de som (do aplicativo ou do Spire Studio) e você está pronto para gravar. Se desejar, você pode ajustar manualmente o nível de entrada da trilha e também adicionar um único efeito de gravação à (s) trilha (s) que você está pronto para gravar e ouvir o resultado antes de começar a gravar. Os efeitos disponíveis incluem três emulações de amplificador (Verb '65, Tube 30, Bass), um Acoustic Shaper para violões, dois reverbs (Warm Voice e Deep Space Vibes) e dois delays (Intimate Space Vibes e Vintage Dub Echo ). De maneira útil, ambos os tempos de delay estão vinculados ao tempo do metrônomo.

The recording screen in the Spire app.
A tela Record do app Spire
Controles na tela permitem que você modifique a quantidade e o tom das duas vibrações e do eco do Dub, a caractrísitca e a quantidade da voz quente e o brilho e a forma do modelador acústico. As emulações de amplificador são mais bem equipadas, o Reverb '65 e o Tube 30 possuem Tone, Tremolo, Tremolo Depth e um switch Bright em comum, com o primeiro (como seria de se esperar) com um controle de nível Reverb e o último com nível Drive. Os cinco controles do amplificador Bass são Tone, Presence, Drive e Blend, complementados por um interruptor Boost, a combinação que lhe dá acesso a sons de guitarras distorções.

As trilhas gravadas são exibidas na tela Record como formas de onda bastante rudimentares, a cor de cada trilha correspondente à exibição do LED de hardware do Spire Studio. Os controles de edição de trilha disponíveis na tela Record são Mute, Delete e Trim, que permite excluir áreas indesejadas no início e/ou no final de uma trilha para limpar as trilhas antes de continuar a mixá-las em estéreo. Para auxiliá-lo na audição e definir um ponto de corte, tocar a reprodução na tela por um segundo ou mais ativa um modo de zoom com um loop de áudio de um segundo.

A tela Mix do Spire Studio, ao invés de ter faders, exibe uma representação gráfica de um campo de som estéreo preenchido por círculos numerados, cada um correspondendo a uma trilha gravada. Mover um círculo para cima no campo de som aumenta seu volume e movê-lo para a esquerda ou para a direita o desloca no campo estéreo. Os únicos outros controles disponíveis no modo Mix são os "switches" Mute e Mono/Stereo por trilha. Depois de criar a mix, você pode enviar por e-mail ou salvá-la diretamente da tela Mix nos formatos m4a ou wav e enviá-la diretamente do aplicativo para a mídia social ou para o SoundCloud, se desejar. Se você quiser ter mais controle sobre a mixagem, trilhas individuais podem ser exportadas e salvas para importação em sua DAW. Um projeto Spire inteiro também pode ser exportado para compartilhamento com outros usuários do Spire Studio e para fins de backup.

Outro ponto a ser observado é que os projetos gravados no seu Spire Studio são salvos no seu dispositivo iOS quando abertos no aplicativo via Wi-Fi, para que você possa trabalhar neles off-line. Dependendo da quantidade de memória disponível no seu dispositivo iOS, você pode ter que gerenciar ativamente a quantidade de projetos armazenados nele. Abrir uma gravação feita no seu dispositivo quando conectado ao Spire Studio a exporta automaticamente para formar um novo projeto.

 The Mixer page lets you adjust each track’s level and pan.
Na página Mixer você realiza os ajustes de nível e pan de cada trilha individualmente

Em suma...

Embora o paradigma operacional original sobreviva praticamente inalterado, a superfície de controle baseada em aplicativo do Spire Studio representa um passo significativo em relação ao fator de forma tradicional do Portastudio a um preço relativamente atraente para o que está em oferta - desde que você já possua um dispositivo iOS compatível .

Combinando uma interface touchscreen com seu próprio software DSP proprietário, a iZotope criou um gravador de áudio digital que, em nossa opinião, é fiel ao conceito original do Portastudio de um gravador multitrack simples de operar que permitia aos músicos capturar momentos de inspiração, para criar fitas demo e até, na forma de Nebraska de Bruce Springsteen, para gravar um lançamento de álbum comercial.

O fato do Spire Studio e seu aplicativo associado terem o potencial de fazer tudo isso e muito mais em um nível de desempenho muito alto sem precisar de microfones externos ou hardware (além de um par de fones de ouvido) mostra o quanto a tecnologia de gravação de áudio (e nossa relação com ela) avançou nos últimos 40 anos.

Se você está procurando um gravador multipista digital portátil, rápido e fácil de usar, e possua um iPhone/iPad compatível que já usa como um notebook musical, então você deve dar uma olhada no Spire Studio do iZotope. 


quinta-feira, 14 de fevereiro de 2019

Reaper - Efeitos e Plugins - 10 ReaVerbate - Reverb Digital



Esta é mais uma série de vídeos dedicada ao Reaper. Efeitos e Plug-ins. São 35 vídeos focados exclusivamente na utilização de efeitos no Reaper.
Os assuntos que abordamos nessa série Reaper - Efeito e Plugins são:
  1. A janela FX
  2. Equalizar com ReaEQ
  3. ReaEQ - Controles Avançados
  4. Tilt EQ
  5. ReaComp Compressor
  6. ReaXComp Multi-Band Compressor
  7. Parâmetros do Linking ReaXComp
  8. ReaVerb Parte I - Drums
  9. ReaVerb Parte II - Vocais
  10. ReaVerbate - Reverb digital
  11. ReaDelay - Delay Parte I - Slapback Delay
  12. ReaDelay - Delay Parte II - Musical Delays
  13. Filtered Delays
  14. Delay Throws - Automated Delays
  15. Dynamic Delay
  16. Afinar Vocais com ReaTune
  17. Chorus & Flange FX
  18. Phaser FX (4-Tap Phaser)
  19. Tremolo FX
  20. Vibrato FX
  21. Panning FX e Auto-Panning
  22. Exciter FX
  23. Auto Wah & Dynamic Filter FX
  24. Rotary Speaker (Leslie Effect)
  25. ReaGate - Gate
  26. Criar um Gate em Side-Chain
  27. Criar Ducking usando um Side-Chain Compressor
  28. Criar Ducking usando ReaGate
  29. Converter áudio em MIDI para disparar bateria
  30. ReaVocode
  31. ReaPitch
  32. ReaVoice
  33. Transient Controller
  34. Super 8 Looper
  35. Channel Time Delayer
Neste décimo vídeo veremos o ReaVerbate, que é mais um plugin de reverb que acompanha a instalação original do Reaper.
Se você está afim de realmente aprender a operar o Reaper, de forma a desfrutar de todo o poder e flexibilidade que esta DAW oferece, adquira a sua documentação em português.
O manual em português do Reaper tem 1238 páginas, organizadas em 23 capítulos. Este manual explica todos os comandos e funções do Reaper 5 que é um software que trabalha com gravação, edição, renderização e reorganização de áudio em várias trilhas. E-Book Formato PDF - Remessa de link para download por mensagem de correio eletrônico.



Leia também o livro Reamix- Quebrando as barreiras com o Reaper. Este livro faz muito mais que ensinar como usar ferramentas básicas (como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, etc.). Este livro enfatiza a prática, porém sem abandonar a teoria. Este é um livro que ensina a mixar áudio. Você não irá aprender apenas a usar as ferramentas básicas como volume, panning, EQ, Gates, compressores, delay, reverb, etc. para fazer uma mixagem profissional. Você vai entender os relacionamentos existentes entre as quatro dimensões, algumas simples, outras nem tanto, que existem na mixagem. O objetivo principal do livro é lhe dar a confiança necessária para que você faça excelentes mixagens com qualidade profissional. O livro não trata de teorias, sua ênfase está toda voltada para a prática. Acompanham este livro arquivos de exemplo (projetos completos) com os quais você colocará em prática as técnicas aprendidas. São 193 páginas ilustradas, organizadas em 9 capítulos cobrindo todos os aspectos necessários para a realização de uma mixagem profissional. Traduzido para o português do original em inglês.
O manual e o livro você encontra em www.musicaudio.net.
Além desses dois documentos, você encontra centenas de tutoriais, artigos, dicas, truques, manuais em português de softwares DAW (Logic, Pro Tools, Cubase, Sonar, Reaper), downloads de loops, sequências, beats, plugins, trilhas. Uma seção completa sobre como montar um Home Studio, mostrando como realizar tratamento acústico, análise de softwares e equipamentos. Tudo sobre Tecnologia Digital Aplicada Música e gravação, mixagem e masterização de áudio.
Dúvidas?

Deixe sua mensagem aqui ou entre em contato Whatsapp +55 (68) 9 9223 8821.



MELODYNE 4 - MANUAL EM PORTUGUÊS


Manual em português com 259 páginas, organizadas em 41 capítulos, este manual explica todos os comandos e funções do Melodyne 4. O Melodyne Editor é provavelmente o corretor de afinação mais revolucionário da atualidade, graças à tecnologia Direct Note Access, que torna possível o que tinha sido anteriormente considerado impossível: o acesso às notas individuais de um material polifônico. Corrigir notas erradas em uma gravação de piano, mudar os acordes em um violão após a gravação, remodelar um solo… 

E-Book Formato PDF.
Conteúdo e preview para avaliação em:
https://www.musicaudio.net/page48.html

terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

TUDO O QUE VOCÊ PRECISA SABER PARA MONTAR UM HOME STUDIO - GUIA PARA O MÚSICO ENTENDER DECIBEL

Quantos músicos realmente sabem e entendem o que é um decibel?

Não são muitos, e isso não é surpresa.

Porque a verdade é que os decibéis ou decibels (as duas formas estão corretas) são confusos. Muito confusos.

Você poderia ler sobre isso em um livro técnico de curso superior por dias a fio, e não compreender uma única coisa útil.

A boa notícia é que para gravar áudio você só precisa saber algumas noções básicas.

Sendo assim, iremos mostrar os pontos-chave sobre os decibels que todo músico deve saber. Esse conhecimento será útil e imprescindível ao longo de toda a sua carreira profissional.

Primeiro, vamos começar acabando com um mito:

Decibel não é unidade de volume.

Não é unidade de nada. É uma ratio, uma média, que compara o valor de um número com o valor de outro. E enquanto esses números normalmente medem o nível de som, nem sempre é o caso. Na música, os decibels também são usados para medir tensão e potência em seus equipamentos. 


Decibel não é uma medida linear.

A maioria das unidades de medida é linear. Por exemplo, 2 polegadas são duas vezes mais longas que 1 polegada e 4 polegadas são duas vezes mais longas que 2 polegadas. Se você plotasse esses números em um gráfico, eles formariam uma linha reta.

Mas não é assim que funciona com decibels. Decibels são unidades de medida logarítmica. Se você não se lembra dos logaritmos da física na escola, terá que recordar pelo menos a essência da coisa:

Com números logarítmicos, cada unidade adicional multiplica o valor real do número exponencialmente. Por exemplo:

+ 3dB = 2 vezes a potência
+ 10dB = 10 vezes a potência
+ 60dB = 1.000.000 vezes a potência

Legal. Agora, por que você precisa saber disso?

Como os decibels são aplicados na música e no som

Na música, os decibels são uma medida do nível de pressão sonora (SPL). Quando dizemos que os altofalantes em um show de rock estão tocando a 110 dB, o que realmente queremos dizer é que eles estão tocando a 110 dB SPL.

Como o decibel é apenas uma razão, 110 dB é na verdade uma comparação com um número diferente: 0 SPL. 0 SPL é o nível de pressão de ar padrão da atmosfera (20 micropascais). É geralmente aceito como o limiar mais baixo da audição humana, e é o ponto de referência pelo qual todos os outros sons são comparados. 


Exemplos úteis da vida real dos níveis de decibels

A maneira mais fácil de entender os decibels é medindo os ruídos da vida real. Então, aqui estão alguns exemplos de ruídos com os quais todos estamos profundamente familiarizados:

● Respiração: 10 dB

● Sussurro: 20 dB

● Conversa normal: 40 dB

● Ruído de fundo em um restaurante: 60 dB

● Ouvindo rádio ou assistindo tv: 70 dB

● Coleta de lixo: 80 dB

● Jack hammer: 100 dB

● Limiar de dor: 130 dB

● Motor a jato: 150 dB

Como os decibels alteram a sonoridade percebida

Para realmente compreender o conceito de decibels, você precisa ter uma noção intuitiva de como uma mudança específica em decibels se traduz em uma mudança percebida no volume.

A matemática aqui vai dar nó na nossa cabeça. Então, aqui estão algumas regras de ouro simples para usar como atalho:
  • +10 dB = 2x a intensidade 
  • +20 dB = 4x a intensidade 
  • +40 dB = 16x a intensidade 
Agora, um aviso:

Embora esses números sejam úteis, eles não são "perfeitos". Um único nível de decibels pode ser ouvido em vários níveis de intensidade.

Veja como:

Como o balanço de frequência afeta o volume

Quando você pensa em 60 dB SPL, imagina que ele esteja anexado a um nível específico de volume.

Isso não é verdade. O nível de intensidade que nossos cérebros percebem também depende das freqüências contidas no som.

Em níveis iguais de decibels, as frequências médias (aquelas entre cerca de 1 kHz e 4 kHz) são percebidas como “mais altas” do que as freqüências nas bandas baixas e altas.

Esse fenômeno pode ser mais explorado em um gráfico conhecido como Curva de Fletcher Munson.

Como a distância afeta o volume

É senso comum que quanto mais você se afasta da fonte de som, mais suave o som fica. O que é menos óbvio é "quanto?". Mais uma vez, a matemática é complicada.

Então, aqui estão duas regras básicas para manter as coisas simples:

2X a distância = -6 dB

10X a distância = -20 dB

Agora que você tem uma compreensão intuitiva de como os decibels medem o nível de som, há apenas mais uma coisa que você precisa saber:

Como decibels são usados em equipamentos de gravação

O lugar mais comum que você vê decibels usados no estúdio de gravação é com os medidores de nível que podem ser encontrados em muitos dispositivos em seu estúdio, como na sua DAW, interface de áudio e muito mais lugares.

No topo de um medidor de nível, você nota uma marcação de 0 dBFS (significando 0dB de escala completa). Este é o nível de sinal mais alto possível que o equipamento pode acomodar antes de cortar ou distorcer.

Abaixo disso, você verá valores negativos crescentes de dBFS, todo o caminho até -∞dBFS. Dependendo de quem você perguntar, as pessoas dirão a você para apontar para qualquer lugar entre -15 dB e -6 dB ao definir os níveis de entrada para gravação.

Achamos que -10 dB é um bom lugar.